Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Most recent articles

Fechaduras mais seguras: proteja o seu imóvel!<

Posted by on Out 11, 2016 in Casa, Fechaduras, Portas, Segurança | 0 comments

Cada vez mais, os portugueses têm buscado por métodos que aumentem a segurança dos seus lares e empresas. Isso porque as técnicas de arrombamento têm evoluído muito e hoje em dia já é possível executar uma abertura de portas usando materiais específicos para esse fim, como a magic key e a gazua.

No mercado, existem muitos modelos que prometem diminuir as chances de pessoas má intencionadas adentrarem no seu imóvel, mas você sabe quais são as fechaduras mais seguras que existem?

Foi pensando em lhe ajudar a escolher uma fechadura segura de acordo com as suas necessidades, que nós montamos esse texto que é oferecido pela OkFechaduras.

De que modo funcionam as fechaduras?

Antes de saber quais são as fechaduras mais seguras, é importante que você compreenda o funcionamento básico da maioria dos modelos. Normalmente, uma fechadura é composta das seguintes partes:

  • Caixa na qual se juntam as partes que constitui a fechadura;
  • Fecho de segurança da fechadura que também pode ser chamado de lingueta de segurança;
  • Fecho de segurança interno que funciona quando a fechadura não é fechada com a chave;
  • Cilindro da fechadura;
  • Came;
  • Cobertura da ranhura de inserção da chave na fechadura.

Em uma fechadura normal, a lingueta ou o trinco móvel fica embutido na porta e podem ser estendidos para o lado de fora. Essa lingueta é alinhada com uma fenda no batente, assim quando você gira a fechadura, a lingueta entra na fenda do batente e a porta se tranca. Quando você faz a lingueta retornar, a porta se abre.

 

Já na fechadura com chave o funcionamento é um pouco mais complexo. Nela, a chave gira um tambor (que é o cilindro da fechadura) que por sua vez gira um came anexado (uma peça giratória que tem um eixo deslocado).

Quando o cilindro é girado para um lado, o came puxa a lingueta e a porta pode ser aberta. Já quando o cilindro é girado para o outro lado, o came solta a lingueta e a mola a movimenta, trancando a porta.

Dentro de cada fechadura com chave existe uma espécie de “quebra-cabeça” que somente a chave correta é capaz de decodificar. A principal variação desse tipo de fechadura está nesse segredo. O segredo mais comum – e também mais fácil de ser desvendado- é o modelo com pino e tranqueta.

Quais as fechaduras mais seguras?

Fechadura SeguraAgora que você já compreendeu um pouco do funcionamento básico de uma fechadura, poderá ver como ela se difere dos modelos de fechaduras mais seguras.

De uma maneira geral, podemos dividir as fechaduras em 3 modelos principais, a saber:

  • Fechadura de embutir ou encastrar: são as fechaduras comuns, usadas em portas interiores e naquelas que dão acesso à rua;
  • Fechadura de aplicação à vista ou aplicação externa: esse modelo é instalado na parte exterior das portas e, embora não seja muito seguro, ainda é bastante vendido e usado comumente nas portas exteriores;
  • Fechaduras cilíndricas: são os modelos mais avançados em termos tecnológicos, sendo feitas apenas por um manípulo com botão de pressão que permite abrir ou trancar a porta por dentro e usar uma chave do lado de fora. É nesse modelo que encontramos as fechaduras de alta segurança, que possuem cilindros reforçados, com configurações internas únicas e outras opções adicionais de segurança, como as trancas verticais. Em geral, esses modelos são mais caros e exigem mão de obra especializada na sua instalação.
  • Fechaduras de duplo palhetão: são aquelas fechaduras de segurança com chaves telescópicas e ranhuras cifradas de ambos os lados, com dois tipos de combinação mecânica. Como a combinação é variável, esse modelo é muito mais seguro que as fechaduras normais. Isso faz com que seja praticamente impossível que duas chaves iguais sejam fabricadas.
  • Demais modelos de fechaduras: no mercado é possível encontrar outros modelos de fechaduras que recorrem a tecnologias ainda mais modernas, como as fechaduras eletrônicas (que somente se abrem mediante a inserção de um determinado código de acesso) e as fechaduras com fechos biométricos (que necessitam da impressão digital).

Como escolher uma fechadura segura?

Na hora de optar por fechaduras mais seguras é importante que você fique atento a algumas características que dirão se o modelo escolhido é seguro, como:

  • Ser fabricada em material de qualidade: busque analisar se o material da fechadura é fácil de ser forçado, partido, furado, removido, entre outras ações. Não importa o quão difícil seja de abrir o sistema, se o fabrico da fechadura não for de um bom material, ela pode não ser assim tão segura;
  • Note se ela possui pinos anti-gazua: esses pinos têm como objetivo frustrar o assaltante que se utilizar da gazua para fazer o arrombamento.
  • Opte por fechaduras com molas de diferentes pressões: se a pressão exercida sobre os pinos pelas molas é diferente de uns para os outros, o arrombamento pode ser dificultado, pois a tensão necessária para mover um pino é diferente do pino seguinte.
  • Uso de pinos antibroca: os pinos antibroca são estruturas simples de serem adicionados no fabrico das fechaduras e ajudam a evitar alguns casos de arrombamento.

Outras medidas para garantir a segurança

Além de escolher pelas fechaduras mais seguras, busque também fortalecer a segurança como um todo em sua habitação. Para isso, seguem algumas dicas importantes:

  • Mude a fechadura da morada caso ela tenha sido habitada anteriormente ou se já lhe aconteceu algum caso de arrombamento;
  • Confira o estado de todas as fechaduras das portas que dão acesso à rua e troque aquelas que não estão em bom estado ou não são suficientemente seguras;
  • Nunca coloque nenhum dado da morada da sua residência junto às chaves, pois, assim, caso perca as suas chaves terá a sua segurança salvaguardada;
  • Confira o estado das janelas, já que muitas vezes estas podem ser quebradas, facilitando o acesso interno à residência;
  • Invista na iluminação exterior, o que irá ajudar a detectar algum comportamento suspeito;
  • Instale luzes programáveis que irão indicar movimento na sua casa, mesmo quando estiver ausente;
  • Instale um sistema de alarme e de câmaras de vigilância e não se esqueça de ativar o alarme sempre que se ausentar.

Porta Instalar

Com essas informações está mais fácil de escolher por fechaduras mais seguras para a sua morada? Deixe-nos um comentário.

Conheça 3 métodos de desentupimento que provavelmente nunca tinha ouvido falar

Posted by on Fev 16, 2016 in Canalização | 0 comments

Caso você não consiga desobstruir o seu ralo com o desentupidor, poderá usar outros métodos caseiros, porém, certifique-se de que sabe o que está a fazer e, caso tenha qualquer dúvida, pare, imediatamente, e contate uma empresa especializada.

Este artigo foi oferecido pela SOS Multiassistência, aquela que é por muitos considerada a melhor empresa de canalizadores de Lisboa. Siga-os no Facebook, Twitter, ou no Yelp!
– Use fios:

Pegue três pedaços de fio, com mais ou menos 1 metro cada, do tipo ‘cabo’ que é feito com um pedaço de cobre grosso. Aliás, nesse caso, quanto mais grosso for o fio, mais fácil será realizar o procedimento. Desencape a ponta dos três fios e una-os.
Espere a água da banheira baixar, então retire a tampa do ralo e coloque o fio dentro dele, até encontrar o cano por onde a água desce. Vá passando o fio pela tubagem até encontrar algo que ofereça resistência e que, portanto, pode estar a obstruir a passagem da água. Force um pouco o fio e veja se consegue ‘desgrudar’ o material e desentupir o cano.
Após realizar esse procedimento, faça um teste para ver se a água está a escoar de maneira adequada.
Caso passe o fio e não encontre nada a obstruir a passagem, você deverá checar a sua caixa de esgoto – onde está localizada a saída do cano-, pois o motivo do problema pode estar ali.
– Use um desentupidor químico:

No mercado existem vários produtos voltados exclusivamente a desentupir os ralos. Eles agem dissolvendo os resíduos e os depósitos que causam o entupimento. Além disso, ainda contêm ingredientes especiais voltados para eliminação dos germes que podem deixar o ralo com um odor desagradável. Dessa forma, além de desentupirem ainda UNCLOGGED-URINAL (1)limpam o ralo e deixam a casa de banho com um cheiro agradável.
É importante, porém, sempre seguir as instruções do fabricante presente nos rótulos desses produtos. Certifique-se, também, de que não há problema em usar esse produto nos ralos que possuem itens de plástico ou de alumínio. Pois alguns desses desentupidores são extremante abrasivos e podem corroer as tubagens, deteriorando as canalizações e juntas do seu ralo, o que irá causar ainda mais problemas, como fugas de esgoto, e a necessidade da troca de todas as tubagens envolvidas.
– Use bicarbonato de sódio e vinagre

Essa mistura natural é muito boa para sanar com praticamente todos os tipos de entupimentos. Para usar esse método, comece por retirar o resto de água que está acumulado na banheira ou no chuveiro. Derrame 4 litros de água fervente pelo ralo para iniciar a limpeza. Então, misture meio copo de bicarbonato de sódio e complete o restante com vinagre e despeje imediatamente a solução pelo ralo. Neste momento, quando a mistura entrar em contato com os resíduos que estão a entupir as suas tubagens, serão produzidos gases que não devem ser inalados.
Caso você não veja resultado, misture novamente meio copo de bicarbonato com meio copo de sal e despeje mais uma vez no ralo. Depois, jogue água fervente por cima e aguarde.
Se nenhuma dessas medidas resolver, contate um canalizador profissional com urgência.